Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Pronampe deve ter nova fase, e vai liberar mais R$ 16 bilhões em empréstimos

Saiba mais sobre as novas regras do programa para 2021

0

A nova fase do Pronampe, Programa Nacional de Apoio a Microempresas, que terá seu início ainda neste ano, deverá contar com cerca de R$ 16 bilhões. As informações foram veiculadas pelo jornal Valor, e confirmadas pela subsecretária de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas, Empreendedorismo e Artesanato, Antonia Tallarida.

De acordo com ela, este é um valor próximo ao de 2020, que foi de R$ 18 bilhões. Com isso, esse é o montante que será possível emprestar a essas empresas, caso se concretize o aporte de R$ 4,8 bilhões no Fundo Garantidor de Operações. Dessa forma, no momento, a volta do Pronampe depende da aprovação do Orçamento de 2021, ainda em análise pelo Congresso, e da votação na Câmara dos Deputados, que torna o programa permanente.

Você pode gostar também

O aplicativo parou de funcionar? Usuários relatam erros em apps de bancos

Banco Inter ultrapassa 10 milhões de clientes e quer dobrar a base em 2021

Reestruturação do DPVAT: Confira as novidades do seguro obrigatório

INSS libera até R$ 66 mil em atrasados. Saiba como receber

Pronampe deve ter nova fase, e vai liberar mais R$ 16 bilhões em empréstimos

O governo ainda quer fazer ajustes no texto na Câmara. Assim, o principal ponto a ser alterado é o que estende o período de carência dos empréstimos contratados em 2020 por seis meses, de forma obrigatória para as instituições. Diferente do ano passado, quando o empréstimo não tinha um período obrigatório de carência.

Enfim, aprovados o Orçamento e a perenização do programa, o Pronampe será regulamentado e passará a ser oferecido pelos bancos. A expectativa é que isso ocorra até meados deste ano, mas ainda sem data confirmada. Na comparação com a versão de 2020, o Pronampe agora tem taxas de juros mais elevadas, com a Selic mais até 6%. Isso é reflexo da menor cobertura das perdas dos bancos com inadimplência, que passaram de 85% para 30% neste ano.

Saiba mais sobre os empréstimos feitos pelo programa

Por fim, o governo criou o programa no ano passado, para ajudar empresas de pequeno porte durante a crise causada pela pandemia de covid-19. Desse modo, os próprios bancos ofereceram o dinheiro, mas com garantia de um fundo público. Portanto, a concessão de empréstimos aconteceu em 2021, e agora os empresários têm que pagá-los.

Contudo, as empresas pediram mais prazo. Essa prorrogação da carência já era uma reivindicação de empresários, pois os clientes que pegaram financiamentos no início do programa têm que começar a pagar as parcelas em março. Mas, com o agravamento da pandemia, muitos afirmam que não têm condições de honrar esses compromissos no momento.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitterInstagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: Krakenimages.com/shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...