Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Novo Cadastro Positivo vai melhorar o score de crédito, avalia SPC e Serasa

0

O novo Cadastro Positivo entrará em vigor no dia 9 de julho. Com ele, a sua avaliação de crédito pode mudar, e pode melhorar o score de crédito. É o que avalia tanto o SPC Brasil, quanto a Serasa Experian. Com a implementação do novo modelo com a inclusão automática dos consumidores, o número de consumidores no Cadastro saltará de 13 milhões para 130 milhões de brasileiros.

É provável que você também goste:

Empréstimo do Nubank é mais caro do que os de bancos tradicionais, como BB e Itaú

PagBank: 6 bons motivos para abrir a conta digital sem anuidade do PagSeguro, concorrente do Nubank.

Por que o Santander Free e Ourocard Fácil do BB não valem a pena?

Novo Cadastro Positivo vai melhorar o score de crédito, avalia SPC e Serasa

A expectativa dos principais Bureaus de crédito é que o score de crédito seja aperfeiçoado. Ou seja, vai acabar estimulando e baixando o custo de crédito tanto para pessoas físicas quanto jurídicas.

Atualmente, o histórico de pagamento dos consumidores é utilizado somente quando eles autorizam, e realização a adesão, que ainda é opcional. Com o novo Cadastro Positivo, todas as informações de pagamento serão disponibilizadas ao mercado. Ou seja, se você pagar uma conta de telefone, a fatura do seu cartão de crédito, tudo isso será devidamente informado.

Consequentemente, o seu score de crédito provavelmente vai mudar, é o que avalia o diretor de analytics da Serasa Experian – Julio Guedes. Paralelamente, o SPC Brasil promete reavaliar as notas que dão aos clientes atualmente, pois as avaliações poderão ser mais condizentes com a realidade de cada um.

Novo Cadastro Positivo vai melhorar o score de crédito

“Hoje trabalhamos com informações de procura e de experiências anteriores com o crédito. É considerado se você teve um problema no passado. Agora, porém, também poderemos ver se você paga o cartão de crédito em dia, por exemplo”, detalhou Guedes. Portanto, ao invés de olhar apenas se os consumidores caíram na inadimplência ao longo da vida, os birôs vão passar a olhar a capacidade de pagamento atual.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...