Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Nubank despenca 16% e chega ao menor valor desde o IPO

0

Maio não tem sido nada fácil para o Nubank. Já no começo do mês, os papéis do banco atingiram a mínima histórica desde a estreia na bolsa de valores americana. Mesmo após o Goldman Sanchs, maior investidor da fintech, recomendar a compra das ações, a queda não parou por aí.

Nesta segunda-feira (9), os papéis encerraram o pregão com uma desvalorização de 16,25%, cotados a US$ 4,38, o menor valor desde a Oferta Pública de Ações (IPO). Se comparado à negociação de abertura de capital, a queda acumulada é de mais de 50% no preço das ações do banco.

É provável que você também goste:

Nubank revela como define o limite dos clientes e dá dicas para aumentar

Nubank comemora 9 anos, mas recebe críticas de clientes

Cliente do Nubank tem R$ 27 mil retirados da conta após furto de celular; bandidos alteraram até o limite do Pix

Os papéis do Nubank negociados aqui no Brasil, chamados de BDRs, também tiveram um resultado negativo. As ações fecharam em queda de 14,41%, sendo cotadas a R$ 3,80 no final do dia. Agora, o banco é avaliado em US$ 20,5 bilhões.

O Nubank, que já foi considerado o maior banco da América Latina, agora vale metade do Itaú, o segundo lugar na época, que hoje é avaliado em US$ 40,6 bilhões. Com a desvalorização, o banco digital também passou a valer menos que o Santander, que está avaliado em US$ 24 bilhões.

O que explica a queda das ações do Nubank?

Analistas do mercado financeiro indicam que a desvalorização do Nubank ocorre por mais de um fator. Uma das fontes de incerteza foi a antecipação em cerca de um mês do período de restrição de vendas de ações, ou lock up, para o dia seguinte ao anúncio do resultado do 1º trimestre do ano, previsto para 16 de maio. 

Dessa forma, grandes investidores que são acionistas do banco digital estarão liberados para vender suas ações, o que pode gerar uma pressão adicional de venda dos papéis e também causa a queda nos valores.

Outro fator que influenciou no valor de mercado do banco digital foi a polêmica do programa de remuneração da diretoria, de R$ 804 milhões. Apesar do Nubank ter explicado essa história, a notícia não deixou de ser negativa para os acionistas.

Por último, as fintechs e as empresas de tecnologia em geral estão sendo penalizadas por um cenário de juros mais elevados e desaceleração do crescimento global, causadas, entre outros fatores, pela guerra entre Rússia e Ucrânia. Isso leva os papéis a passarem por uma forte correção.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, InstagramTwitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Jo Galvao / Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar