Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Startups estão demitindo em massa e colaboradores ficam assustados

Confira os motivos que estão gerando demissão em massa nas startups.

0

Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Após um grande crescimento nos últimos anos, principalmente no pico da pandemia quando investidores liberaram valores altos a essas empresas, ao menos 10 startups vêm diminuindo o número de funcionários desde abril.

Contudo, especialistas indicam um cenário de cautela por parte dos investidores frente aos desafios econômicos atuais no contexto global, como inflação, alta dos juros, queda no consumo e a diminuição da procura por serviços de tecnologia com o fim do isolamento social.

A justificativa das startups em relação as demissões são ajustes, reorganização ou mudanças de prioridades.

Com menos dinheiro para financiar novos ciclos de crescimento, as startups têm optado por mudar de rumo, o que leva a uma revisão de projetos e contenção de despesas, como resulta em cortes com pessoal.

Startups que diminuíram seu quadro de funcionários

Confira, a seguir, algumas empresas que demitiram em massa diversos colaboradores neste primeiro semestre de 2022.

Empiricus

O Grupo Empiricus divulgou um “corte planejado” de 12% do quadro de funcionários no dia 6 de junho.

Facily

Em abril, a Facily demitiu entre 200 e 400 funcionários dentro de um plano de reestruturação.

Favo

Também no dia 1º de junho, a empresa peruana Favo demitiu cerca de 170 funcionários e encerrou as operações no Brasil, contudo, conseguiu remanejar cerca de 20% do pessoal para ser absorvido pela operação do Peru.

Grupo 2TM

No dia 1º de junho, o Grupo 2TM, dono do Mercado Bitcoin, demitiu 90 dos cerca de 750 funcionários.

Kavak

A startup mexicana também demitiu funcionários. Segundo o jornal “O Estado de S. Paulo”, o número pode chegar a 150 pessoas em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Loft

Também em abril, a Loft demitiu 159 pessoas da área de crédito do grupo, após concluir a integração com a CrediHome. 

Olist

Também no final do mês passado, o Olist demitiu aproximadamente 150 funcionários, com a justificativa que o “ambiente macroeconômico desafiador catalisou movimentos já planejados de ajustes no quadro e ganhos de eficiência na operação como forma de sustentar uma agenda positiva de crescimento”.

PayPal

Em maio, o PayPal demitiu cerca de 60 funcionários, de acordo com o apurado pelo jornal “O Globo” Os cortes foram motivados devido a uma “reestruturação global”. Contudo, a empresa confirma 16 pessoas desligadas.

QuintoAndar

Em abril, o QuintoAndar demitiu 160 funcionários (cerca de 4% do total). A justificativa da empresa para os “ajustes no dimensionamento da estrutura de custos” devido ao aumento da inflação e dos juros e às incertezas tanto no Brasil quanto no resto do mundo.

VTEX

No final do mês passado, a VTEX demitiu 193 funcionários.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Siga-nos no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o  Facebook, Twitter, Instagram, e Twitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: BAZA Production / Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar