Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Golpe do Pix: pessoas “alugavam” contas para receber valores roubados

Justiça autorizou o sequestro de valores em todas as contas usadas pelo grupo.

0

Uma operação da Polícia Federal indiciou cinco pessoas envolvidas em um tipo de golpe realizado via WhatsApp. Assim, três mandatos de busca e apreensão foram enviados na última terça-feira (5), sendo todos autorizados pela 1ª Vara Criminal de Brasília, e cumpridos em endereços localizados em Goiânia e Tocantins.

Segundo informações, a investigação teria descoberto um “aluguel” de contas correntes para facilitar a circulação do dinheiro recebido ilegalmente. Então, para saber mais, confira a seguir!

É provável que você também goste:

Assaltos a bancos caem enquanto golpes virtuais contra clientes crescem

Banco Central: deputado quer tornar Pix serviço essencial devido à greve

Pix parcelado vale a pena? Confira

Golpe do Pix: pessoas “alugavam” contas para receber valores roubados

Dessa forma, além dos mandados, a Justiça também autorizou o sequestro de valores em todas as contas usadas pelo grupo em questão. A polícia indiciou os envolvidos neste tipo de golpe pelos crimes de fraude eletrônica, lavagem de dinheiro e associação criminosa. Nesses casos, as penas aplicadas podem chegar a 26 anos de reclusão.

De acordo com a Polícia Federal, as vítimas, na maioria, são pessoas da terceira idade, enganadas em conversas pelo aplicativo. No golpe, os criminosos induziam as vítimas a fazer depósitos por meio do PIX diretamente para sua conta. Durante a conversa, os golpistas usavam contas com fotos dos parentes das vítimas e demonstravam conhecer detalhes da dinâmica familiar para pedir o dinheiro.

Em um dos celulares dos golpistas foram descobertas três listas de transmissão, cada uma com cerca de 150 participantes, totalizando mais de 450 pessoas. Segundo a polícia do DF, essas listas eram usadas para recrutar pessoas que tivessem interesse em alugar contas bancárias que receberiam os valores transferidos pelas vítimas. Os donos das contas ficariam com 10% do dinheiro desviado.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitchInstagram. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: fizkes / Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar