Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Problemas com o banco? Você pode ganhar indenização de até R$ 10 mil

Entre as principais queixas de problemas com os bancos, a maioria refere-se a cobranças de taxas proibidas.

0

Você está enfrentando problemas com o banco? Então sabia que você pode entrar na justiça, e ganhar uma indenização de até R$ 10 mil por conta disso? De acordo com um levantamento do Idec, do total de queixas efetuadas por consumidores em 2020, 22,6% eram contra instituições financeiras. E grande parte dessas pessoas está conseguindo receber entre R$ 3 mil e R$ 10 mil de indenização. 

É provável que você goste também:

Accenture e Santander abrem novas vagas de trabalho

Suzano inicia parceria com a fintech Monkey Exchange

Você sabia que pode usar o saldo do FGTS para contratar empréstimo?

Problemas com o banco? Você pode ganhar uma indenização de até R$ 10 mil

De acordo com uma estimativa de especialistas sobre decisões da Justiça do estado de São Paulo, a maioria das pessoas que recorrem consegue indenizações de até R$ 10 mil. Entretanto, para isso acontece, o cliente precisa comprovar que foi lesado pelo banco e apresentar provas. 

Além disso, vale ressaltar que, nos casos em que a indenização é sentenciada, os bancos costumam demorar de um a três anos para pagar. Vale frisar que essa estimativa é de especialistas em direito do consumidor. 

Dentre as principais queixas relatadas, a maioria refere-se à cobranças de taxas proibidas e não existentes no contrato. Além disso, há relatos de empréstimo consignado sem autorização, fraudes no cartão, bem como cobranças por serviços ou produtos não contratados. Esse último tipo de problema, por exemplo, teve um aumento de 441% em comparação entre 2020 e 2019.

Apesar do setor ser sido o mais reclamado, conforme dados do Banco Central e do canal consumidor.gov.br, a Febraban afirma que o volume de processos diminuiu 18%. Para chegar a esses dados, a federação levou em conta os números de 2020 e 2019.

Qual a dica dos especialistas?

Os advogados da área recomendam que os consumidores registrem todo o processo; ou seja, desde as primeiras tentativas de contatar o banco. A principal dica para aumentar a chance de indenização são priorizar formas de atendimento, tais como e-mail ou WhatsApp. Afinal, esse tipo de conversa deixa tudo registrado.

Além disso, os especialistas recomendam anotar e guardar todos os números de protocolos de atendimento. Também é necessário pedir comprovação por escrito, no caso da conversa ocorrer de forma presencial. Os documentos como correspondências e extratos bancários também devem ser armazenados para o processo. 

No caso de indenização de até 20 salários mínimos, é possível entrar no Juizado Especial sem precisar de um advogado. Se, por acaso, a sua causa for para segunda instância, aí então é preciso contratar um profissional.

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Imagem: Vadym Pastukh / Shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...