Tag - Dados

Banco Inter vai bloquear conta de quem não atualizar os dados?

Banco Inter vai bloquear conta de quem não atualizar os dados?

O Banco Inter, atualmente, é um dos maiores bancos digitais do país. Entretanto, ele acaba sendo visado por golpistas que tentam roubar os dados dos clientes do banco. Você recebeu a mensagem de que o Banco Inter vai bloquear conta de quem não atualizar os dados? Confira mais abaixo se isso é verdade.

É provável que você também goste:

Nubank responde se cartão Nubank Platinum é melhor que o Gold.

C6 Bank não tem cobrança de tarifas como o Banco Inter?

Banco Inter esclarece golpes em suas contas e dá dicas para evitá-los.

Recebemos de leitores e clientes do Banco Inter diversas capturas de tela contendo uma mensagem de texto em que os golpistas se passam pelo banco e ameaçam bloquear a conta se o cliente não atualizar os seus dados. Na mensagem, tanto o nome do cliente como o número da conta são informados, o que pode ludibriar mais ainda quem recebe a mensagem de texto.

Confira a mensagem:

Banco lnter: [Nome], o prazo para atualizar os dados da conta [n°] encerra hoje. Evite o BLOQUElO. Acesse [site]

Mas afinal, o Banco Inter vai bloquear conta de quem não atualizar os dados?

Mais uma vez, isso trata-se de um golpe e você deve ficar atento. Sempre desconfie de mensagens de textos e confira com a instituição financeira antes de entrar em qualquer link suspeito pela internet. Como cada vez mais brasileiros estão com acesso à internet e, além disso, estão concomitantemente abrindo contas pela internet. Os golpistas se aproveitam disso para roubar os seus dados. Portanto, fique atento!

Ademais, contatado, o Banco Inter emitiu uma nota oficial sobre a questão do bloqueio de contas para a nossa redação, confira:

“O Banco Inter informa que todas as medidas de segurança adotadas pela instituição estão alinhadas com as melhores práticas do setor.

Além disso, realiza campanhas de prevenção e recomenda que os clientes adotem atitudes seguras para manter suas contas protegidas. Entre algumas dicas, está nunca informar a senha, dados do cartão e tokens pelo telefone ou em sites falsos, além de manter o aplicativo atualizado.

O banco ainda reforça que nunca pede aos correntistas para atualizar seus dados por link em SMS e e-mail. Caso o correntista receba alguma mensagem suspeita, deve desconsiderar e só utilizar os canais oficiais da instituição.”

Considerações Finais

Além disso, ressaltamos, no entanto, que este tipo de tentativa de golpe é comum em todo o mercado financeiro. Ou seja, acontece com os bancos digitais e bancos tradicionais, como o Banco do Brasil, Itaú, Santander, Bradesco e Caixa. Por isso, é muito importante você estar atento e não sair colocando os seus dados em sites suspeitos na internet.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Vazam dados de clientes da Tivit como a Caixa, Bradesco e Banco Original

Vazam dados de clientes da Tivit como a Caixa, Bradesco e Banco Original

Vazam dados de clientes da Tivit como a Caixa, Bradesco e Banco Original e outros. Ontem (8), uma publicação realizada no site de compartilhamento de texto Pastebin aponta para uma nova divulgação que se refere ao vazamento de dados da Tivit, multinacional brasileira que presta serviço de armazenamento de dados na nuvem e soluções digitais.

Leia mais:

PicPay Bloqueado? Entenda os motivos para o bloqueio de sua conta.

Truques para aumentar o limite do cartão Santander Free, o rival do Nubank.

Banco Inter vai pagar R$ 1,5 milhão por vazamento de dados em acordo.

Vazam dados de clientes da Tivit como Caixa, Bradesco e Banco Original

São mais de 30GB de arquivos que contam com dados dos clientes Bradesco, CEF, Votorantim Energia, Tecnisa, Zurich, Faber, Banco Original, CIP, Klabin e Açominas.

De acordo com o site Baguete, as informações vazadas incluem e-mails, contratos e senhas. No site Anonfile, entretanto, foram disponibilizados para download poucos arquivos, que servem como uma amostra do conteúdo completo.

A publicação no Pastebin também conta com links para o Mega, que supostamente possuem cerca de 20GB de arquivos. Mas que não se encontram mais ativos no momento.

Já em dezembro, a Tivit teve um acesso não autorizado a arquivos da companhia que resultou em um vazamento das credenciais de acesso de clientes como Braskem, Banco Original, Zurich, Votorantim, Sebrae, SAP, Brookfield Energia, entre outros.

Informações de credenciais de grandes empresas estavam no arquivo vazado. Ou seja, nome, usuário e senha de vários clientes que fecharam contrato de serviços de TI com a Tivit foram expostos.

A empresa, na época, afirmou que tomou as medidas necessárias para garantir a segurança das informações. E isso foi realizado tão logo o problema foi detectado.

Contudo, a empresa se manifestou reforçando que as informações publicadas ontem são provenientes do mesmo incidente de segurança que ocorreu e foi noticiado em dezembro de 2018.

Nota da Tivit

“A TIVIT comunica que as informações publicadas na data de hoje, 08.01.2019, são provenientes do mesmo incidente de segurança ocorrido e noticiado em dezembro de 2018. Trata-se, portanto, apenas de uma publicação de informações relacionadas ao incidente anterior. Os clientes envolvidos já foram notificados e as ações cabíveis foram tomadas em comum acordo com eles. Reforçamos que não houve nenhum tipo de invasão aos data centers da empresa, das redes de acesso da TIVIT ou de nossos clientes”

Gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhará notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Fonte: BagueteDefconlab.