Lançado hoje por Bolsonaro, programa habitacional Casa Verde e Amarela promete ter menores juros da história

O governo federal lançou hoje (25) o programa habitacional Casa Verde e Amarela, que vai reformular o Minha Casa Minha Vida. Os focos iniciais serão a regularização fundiária, melhoria habitacional e redução da taxa de juro para a menor da história, para ampliar o acesso à moradia digna.

É provável que você também goste:

CSSD: novo tributo poderá deixar jogos, aplicativos e programas de computador mais caros

Banco do Brasil vende centenas de imóveis com até 60% de desconto

Banco Inter, Pan e Santander leiloam dezenas de imóveis com descontos superiores a 70%

De acordo com o governo, o programa vai garantir que 1 milhão de famílias que estavam fora do sistema de financiamento habitacional possam ter acesso ao crédito.

A cerimônia, no Palácio do Planalto, contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro e do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. Também participou do evento o presidente da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), Isaac Sidney.

Confira abaixo o vídeo com a transmissão da cerimônia de anúncio do Casa Verde e Amarela:

Em discurso, Isaac Sidney elogiou a participação dos bancos nos programas de crédito do governo federal durante a pandemia de Covid-19. Conforme Sidney, os bancos contribuirão para o programa habitacional Casa Verde e Amarela com cerca de R$ 500 milhões do Fundo de Desenvolvimento Social.

Em seguida, Pedro Guimarães, presidente da Caixa, afirmou que o programa Casa Verde e Amarela seria uma melhora do Minha Casa Minha Vida. Ele ainda destacou a redução nos juros do cheque especial, prometendo que a Caixa sempre será o banco com os menores juros.

Depois, foi a vez de Rogério Marinho discursar. Em sua fala, o ministro afirmou que o Casa Verde e Amarela terá a menor taxa de juros da história de um programa habitacional. Segundo Marinho, os juros do Casa Verde e Amarela serão a partir de 4,25 % na região Nordeste e a partir de 4,50% nas demais regiões. Além disso, mais de 1 milhão de famílias deverão ser incluídas no novo programa habitacional, que terá foco nas regiões Norte e Nordeste. Por fim, Marinho afirmou que 350 mil moradias serão construídas a mais graças a reduções em custos das operações.

Uma importante alteração promovida pelo novo programa será a renegociação de dívidas dos mutuários de faixa 1 do Minha Casa Minha Vida. Sendo assim, em vez de apenas retomar os imóveis dos inadimplentes, agora será feita inicialmente uma renegociação da dívida.

Ao fim da cerimônia, Bolsonaro assinou a medida provisória que institui o programa Casa Verde e Amarela.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitter Instagram. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc.

Fonte: Agência Brasil

Imagem: Alf Ribeiro / Shutterstock.com

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais