Author - EDUARDO MENDES

60% dos brasileiros devem ir às compras no Dia dos Namorados, diz SPC Brasil

60% dos brasileiros devem ir às compras no Dia dos Namorados, diz SPC Brasil

Ainda em meio a um quadro de atividade econômica desaquecida, o apetite de gastos do brasileiro este ano deve ser mais moderado ao ir às compras no Dia dos Namorados. Todavia, um levantamento feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em todas as capitais mostra que seis em cada dez consumidores (63%) esperam presentear alguém na data, o que representa aproximadamente 98,7 milhões de pessoas — número que se mantém estável na comparação com o ano passado. Os dados também mostram que em 2018, 57% adquiriram presentes. Contudo, para este ano, a expectativa é de que sejam injetados cerca de 12,53 bilhões de reais na economia.

É provável que você também goste:

Inadimplente brasileiro deve R$ 3,2 mil, revela indicador CNDL/SPC Brasil

Banco Central quer permitir contas em dólar no Brasil.

60% dos brasileiros devem ir às compras no Dia dos Namorados, diz SPC Brasil

Em média, o consumidor planeja desembolsar R$ 126,98 com os presentes do Dia dos Namorados. Uma queda de 27,5% em relação a 2018, já descontada a inflação acumulada do período. Importante notar que 15% ainda não decidiram o valor que será gasto. Para um terço (34%) dos entrevistados, a intenção é gastar a mesma quantia do ano passado, enquanto 28% mais. Outros 17% esperam diminuir o valor gasto, principalmente as mulheres (26%). Quanto à forma de pagamento, 59% disseram que pretendem pagar a compra à vista, especialmente em dinheiro (38%) e 39% preferem parcelar.

Primeiramente, de acordo com o levantamento, seis em cada dez (63%) consumidores garantem que comprarão um único presente, enquanto 27% pretendem adquirir dois ou mais itens.

“O país ainda vive os efeitos de um quadro com altos níveis de desemprego e orçamento apertado. Embora para muitos consumidores o momento seja de conter os gastos, esta é uma data importante, em que o ato de presentear acaba sendo uma demonstração de afeto”, destaca o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior.

Mais da metade dos consumidores tem a percepção de que os produtos estão mais caros este ano; 76% pesquisarão preços antes de comprar

Quase seis em cada dez entrevistados (56%) têm a percepção de que os produtos estão mais caros do que no ano passado. Outros 38% acreditam que os presentes se mantiveram na mesma faixa de preço e apenas 5% acham que os produtos estão mais baratos do que em 2018. De olho no bolso, 76% dos consumidores pretendem fazer pesquisa de preço. Entre os que disseram ir em busca de melhores ofertas, 69% pretendem usar a internet como aliada, 48% pesquisarão em shoppings e 43% em lojas de rua.

O simbolismo em torno desta data comemorativa ajuda a explicar a decisão de presentear. A pesquisa constatou que 47% dos que farão compras no Dia dos Namorados consideram o ato de presentear um gesto importante, ao passo que 46% têm o costume de presentear as pessoas que gostam. Os mais lembrados na ocasião serão os cônjuges (59%) e namorados (35%).

A sondagem revela ainda que 52% pretendem ir às compras na primeira semana de junho. Já 16% deixarão para a véspera do Dia dos Namorados e 14% disseram antecipar para o mês de maio.

Roupas deve ser o principal item das compras no Dia dos Namorados

Roupas são o principal item de quem irá presentear e se preparar para a comemorar a data; 32% planejam fazer compras em shoppings

Este ano, o levantamento revelou que os gastos devem envolver mais do que a compra do presente. Para 63% dos entrevistados, os gastos com a aquisição de um produto ou serviço terão um motivo especial: a preparação para comemorar a data. Portanto, os itens mais mencionados foram as roupas (30%), os perfumes, cosméticos ou maquiagem (19%), a lingerie ou peça íntima (18%), os calçados (11%) e os tratamentos estéticos, como salão de beleza e barbearia, manicure, depilação (9%).

Quanto ao local de compra, os shopping centers despontam como principal destino, com 32% das citações. Em segundo lugar aparecem as lojas online (18%), seguidas das lojas de rua (11%), das lojas de departamento (11%) e dos shoppings populares (9%). Em relação aos fatores que mais influenciam a escolha do local, 55% mencionaram os preços, 48% a qualidade do produto e 41% as promoções.

Local

Já em relação ao local onde será comemorado o Dia dos Namorados, os consumidores se dividem. Eles variam entre a própria casa (37%) e os restaurantes (27%). Na escolha do presente, os fatores mais levados em conta são: a qualidade do produto (23%) e o perfil do presenteado (20%). Ainda segundo apontou a pesquisa, 70% acreditam que também vão receber presentes na data.
33% pretendem comprar presentes mesmo com contas em atraso, entre esses a maioria está com nome sujo

Para impressionar o parceiro, muitos consumidores não veem limites e até ignoram os compromissos financeiros já assumidos. A pesquisa mostra que três em cada dez (33%) entrevistados que pretendem comprar presentes irão às compras mesmo com contas em atraso. Entre esses, 69% estão com CPFs negativados em serviços de proteção ao crédito. Ademais, 7% deixarão de pagar alguma conta para comprar o presente da pessoa amada.

Enfim, os dados revelam ainda que 30% reconhecem gastar mais do que podem na compra de presentes para o parceiro. As justificativas para ultrapassar os limites do orçamento passam pelo desejo:

  1. de agradar o cônjuge ou namorado (37%);
  2. por achar que o parceiro merece (34%);
  3. e pelo desejo de impressionar (10%).

“Para os que têm contas em atraso ou estão negativados, existem outras formas de surpreender o parceiro. Fazer um esforço além da própria capacidade de pagamento pode comprometer ainda mais o orçamento. É preciso, acima de tudo, ter disciplina para conter os gastos e usar a criatividade”, orienta o educador financeiro do SPC Brasil, José Vignoli.

Metodologia

A pesquisa foi realizada por meio de entrevistas com 894 casos em um primeiro levantamento para identificar o percentual de pessoas com intenção de comprar presentes no Dia dos Namorados. Por fim, continuaram a responder o questionário 605 casos de consumidores que tinham a intenção de comprar presente no Dia dos Namorados este ano. As margens de erro, respectivamente, são de 3,3 pontos percentuais e 4,0 p.p. para um intervalo de confiança a 95%. Baixe a íntegra da pesquisa aqui neste link.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Banco do Brasil oferece atendimento por assistente de voz do Google

Banco do Brasil oferece atendimento por assistente de voz do Google

Os correntistas do Banco do Brasil têm à sua disposição uma solução inédita no sistema financeiro do país. É possível ter atendimento através do assistente de voz do Google. É isso mesmo! Para isso, basta simplesmente falar: “OK, Google… falar com o Banco do Brasil”.

É provável que você também goste:

Fintech faz compra parcelada em até 10x sem usar o limite do cartão

60% dos brasileiros devem ir às compras no Dia dos Namorados, diz SPC Brasil

Banco Central quer permitir contas em dólar no Brasil.

Banco do Brasil oferece atendimento por assistente de voz do Google

De acordo com o Banco do Brasil, o atendimento por assistente de voz do Google é inédito entre as instituições financeiras. Através dele, tanto pessoas físicas quanto jurídicas poderão obter atendimento tão facilmente quanto fazer uma pesquisa no gigante das buscas.

O recurso está disponível tanto para smartphones com sistema operacional Android quanto para o iOS. Contudo, para os usuários de iPhones, é necessário instalar o aplicativo Google Assistente.

Entretanto, em uma primeira etapa, a tecnologia apresenta algumas funcionalidades para pessoas físicas e jurídicas. Como a emissão de senhas para atendimento presencial e a localização de agências. Ao falar “Encontre o BB”, o cliente poderá consultar endereços e traçar a rota por meio do Google Maps.

WhatsApp

Além do atendimento por assistente de voz do Google, o Banco do Brasil anunciou novos recursos para o atendimento por inteligência artificial através do WhatsApp. Através do App é possível fazer consultas, transferências, pagamentos e saques.

Agora, o correntista do BB pode pagar boletos com através de fotografias e solicitar atendimento por meio de mensagens de áudio. O usuário também pode cadastrar um apelido para o bot, que é o robô que faz o atendimento.

O aplicativo do BB também trouxe algumas novidades na última atualização. Ou seja, a função “Pagar e Receber”, através da qual é possível transferir ou receber recursos por meio de Códigos QR (desenho que aparece na tela para ser escaneado) agora está disponível para transações entre bancos diferentes e permite monitorar e controlar quem fez os pagamentos.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Amazon lança cartão para quem tem score de crédito ruim e desbancarizados

Amazon lança cartão para quem tem score de crédito ruim e desbancarizados

De acordo com Tom Quindlen, que é o vice-presidente executivo da Synchrony Financial, a Amazon teria se juntado ao banco Synchrony Financial para lançar o programa “Amazon Credit Builder”. O programa consiste na realização de empréstimos a consumidores, ou que não tenham histórico de crédito, ou que tenham histórico “ruim”.

É provável que você também goste:

Itaú agora permite comprar dólar e euro pelo app sem cobrança de tarifas.

Next chega a 1 milhão de clientes mas não pretende substituir bancos tradicionais.

Amazon lança cartão para quem tem score de crédito ruim e desbancarizados

A informação do novo projeto da Amazon foi passada por Quindlen ao veículo “CNBC”.

“Sempre haverão pessoas para as quais não podemos conceder crédito. É uma grande parcela da população que até então não conseguíamos alcançar… Este é um novo segmento de mercado”, explicou Quindlen.

Cartão Amazon Credit Builder

O cartão Amazon Credit Builder tem vantagens similares ao cartão “Amazon Store”. Como por exemplo, ele contempla 5% de dinheiro de volta nas compras efetuadas pelos consumidores.

Ainda conforme Quindlen, tais cartões de recompensas incentivam os compradores a optarem pela marca. Com isso, eles não irão atrás da concorrência. Portanto, os cartões ajudam na consolidação da fidelidade de uma base de clientes, que a Amazon pretende conquistar.

O programa conta ainda com ferramentas de educação financeira, além de dicas para aprender sobre a construção de crédito. Enfim, aqueles que fizerem empréstimo podem eventualmente “se graduar” para um cartão de crédito da empresa sem garantia, se demonstrarem que podem pagar pelos empréstimos que solicitarem.

Amazon vai utilizar robôs para empacotamento

A gigante digital anunciou em maio que irá empregar robôs para empacotar pedidos. Segundo a agência “Reuters”, as máquinas serão produzidas pela CartonWarp.

Os robôs possuem autonomia para criar de 600 a 700 caixas por hora. O número é quatro a cinco vezes mais rápido que um funcionário humano. As máquinas custariam US$ 1 milhão cada. Para se ter uma ideia, segundo a agência, a companhia poderia recuperar esse valor em apenas um ano.

A utilização dos robôs pela Amazon seria capaz de substituir 24 funcionários por centro de distribuição, o que provocaria a demissão de 1.300 trabalhadores no mundo todo.

Gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim, acompanhará os artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto das fintechs.

Neon lança cartão de pagamento por aproximação para débito e crédito

Neon lança cartão de pagamento por aproximação para débito e crédito

Clientes da fintech Neon precisarão apenas aproximar o cartão das maquininhas de pagamento. Agora eles virão com tecnologia compatível para pagar por produtos ou serviços adquiridos. O cartão de pagamento por aproximação é válido nas funções débito e crédito.

É provável que você também goste:

Next chega a 1 milhão de clientes mas não pretende substituir bancos tradicionais.

Sistema do Banco Inter sofre instabilidade e demora em processar TEDs.

Neon lança cartão de pagamento por aproximação para débito e crédito

A fintech Neon está lançando neste mês o seu cartão de pagamento por aproximação. Com as funções de débito e/ou crédito, o cartão facilita a vida dos consumidores em seu dia a dia. Ou seja, para isso basta aproximá-lo de maquininhas que tenham tecnologia compatível e pronto. Portanto, os pagamentos são efetuados sem complicação. Os primeiros cartões Visa habilitados com essa tecnologia serão emitidos para todos os novos clientes do Neon a partir de junho.

“O cartão com a tecnologia de pagamento por aproximação é mais conveniente e seguro para os consumidores, pois já vem no novo padrão da Visa, com os números impressos no verso”, afirma Alexandre Alvares, diretor de Marketing da Neon. Não serão cobradas taxas nem valores adicionais pela conveniência, que está sendo adotada cada vez mais junto aos estabelecimentos comerciais de todo o País.

Segundo a Visa, mais de 80% das máquinas de pagamento (POSs) no varejo estão habilitadas com essa tecnologia inovadora.

“Além dos benefícios atrelados aos pagamentos por aproximação como conveniência, agilidade e uma melhor experiência de compra, os portadores desse cartão serão uns dos primeiros a usar a tecnologia nos pagamentos por aproximação no Metrô do Rio de Janeiro. Os passageiros podem quitar a tarifa do serviço com o cartão de crédito ou pelo celular ao incluir o cartão em um serviço Pay, precisando apenas aproximá-los de validadores instalados nas catracas das 41 estações”, conta Eduardo Abreu, vice-presidente de Novos Negócios da Visa do Brasil.

*transações com valor superior a R$50,00 exigem digitação de senha.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe nossas notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Nexoos é a 1ª fintech, em operação, aprovada pelo BC para atuar como SEP

Nexoos é a 1ª fintech, em operação, aprovada pelo BC para atuar como SEP

Nexoos é a 1ª fintech, em operação, aprovada pelo BC para atuar como SEP. Portanto, com a medida, a empresa passa a não depender de outras instituições financeiras para atuar no mercado de crédito. Enfim, a mudança reflete positivamente para clientes.

É provável que você também goste:

Neon lança cartão de pagamento por aproximação para débito e crédito

Você sabia? MEI pode fazer microcrédito em bancos, cooperativas e fintechs

Nexoos é a 1ª fintech, em operação, aprovada pelo BC para atuar como SEP

A Nexoos, fintech de crédito focada em financiamento para PMEs, acaba de receber a licença do Banco Central (BC) para atuar como SEP – Sociedade de Empréstimos entre Pessoas. A empresa é a primeira, que já está em operação, a ser aprovada para atuar como instituição financeira. A medida é resultado da nova regulação de fintechs. Esta foi editada pelo BC em abril do ano passado e aprovada em 4/6.

Portanto, com a aprovação da SEP, ela deixa de depender de outras instituições financeiras para atuar no mercado de crédito. Enfim, até então, a empresa operava como correspondente bancário, ou seja, existia um intermediário entre a plataforma e os clientes.

“Essa mudança vai refletir positivamente para todos os clientes, sejam investidores ou empresas em busca de financiamento”, afirma Nicolas Arrellaga, sócio-fundador da Nexoos. “Com um intermediário a menos, ganhamos agilidade e reduzimos os custos da operação, o que irá resultar em uma experiência mais simples, direta e com taxas ainda menores”, comemora.

Primeiramente, o processo de aprovação da licença levou nove meses e meio. Nesse período, para garantir a segurança do investidor, o BC fez um trabalho intenso de análise. Ou seja, avaliando a solidez, segurança, potencial de crescimento e impacto que a empresa irá gerar no mercado.

“O objetivo da Nexoos é criar um ecossistema que conecta empresas em busca da melhor fonte de capital para alavancar seu negócio, tanto com investimentos de pessoas físicas (PF) como de pessoas jurídicas (PJ)”, ressalta Arrellaga. Com taxa média de juros de 30% ao ano, mais de 10 vezes menor do que as praticadas pelo mercado, em três anos de atuação, mais de 110 mil empresas solicitaram mais de R$ 8 bilhões em crédito e mais de 40 mil investidores se cadastraram na plataforma.

O QUE OS CLIENTES GANHAM COM A LICENÇA

Segundo o informativo Inovation Group, da Tauil Chequer Advogados Associados a Mayer Brown, publicado em novembro de 2017:

  • A Agenda BC+ – “Crédito mais Barato”, que envolve a Sociedade de Empréstimo para Pessoas (SEP) aumenta a segurança jurídica e amplia as oportunidades de acesso ao mercado de crédito.
  • Acompanha as inovações tecnológicas do SFN e permite o surgimento no mercado de soluções mais adequadas às demandas atuais dos agentes econômicos de novos modelos de negócio,
  • Protege, ao final, a poupança popular.
  • Aumenta a eficiência e a segurança dos empréstimos entre pessoas.
  • A Nexoos trabalha com taxa média de juros de 30% ao ano. Ou seja, mais de 10 vezes menor do que as praticadas pelo mercado

Sobre a Nexoos

A Nexoos é uma plataforma que conecta empresas que necessitam de investimentos com investidores. Operando no modelo peer-to-peer lending, popularmente conhecido como P2P, mercado do qual é líder com mais de R$150 milhões investidos e com objetivo de atingir mais de R$ 1 bilhão até 2020. Está sediada em São Paulo, e já foi acelerada pela Oxigênio, uma parceria da Porto Seguro com a aceleradora americana Plug and Play, do Vale do Silício.

A empresa nasceu na Inglaterra, onde essa modalidade de crédito já está totalmente consolidada, pelos sócios fundadores Daniel Gomes e Nicolas Arrellaga, que lá fizeram juntos um mestrado em empreendedorismo e tecnologia. Por fim, estima-se que, no ano passado, as plataformas de P2P lending geraram um acréscimo de mais de 2% ao PIB daquele país.

Enfim, gostou do artigo?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Acompanhe nossas notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos e empréstimos. Por fim, tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Afinal, quais são as regras para sacar o FGTS inativo?

Afinal, quais são as regras para sacar o FGTS inativo?

Da última vez que o governo federal liberou o saque do FGTS inativo, valia para quem tinha contas paradas até 31 de dezembro de 2015. Desta vez, o ministro Paulo Guedes pretende liberar dos últimos três anos (até o final de 2018), mas depende da aprovação da Reforma da Previdência. Entretanto, em alguns casos, não é preciso esperar até que o FGTS seja liberado pela Caixa Econômica Federal. Algumas pessoas podem sacar o FGTS inativo a qualquer momento. Confira em quais situações.

É provável que você também goste:

Next chega a 1 milhão de clientes mas não pretende substituir bancos tradicionais.

4 serviços básicos que ainda faltam no cartão de crédito Nubank em 2019.

Você sabia? MEI pode fazer microcrédito em bancos, cooperativas e fintechs.

Quem tem direito ao FGTS

Todos os trabalhadores com contrato de trabalho regido pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) têm direito ao FGTS. Ou seja, o empregador é obrigado a depositar nessa conta, todo mês, o valor equivalente a 8% do salário.

Outras pessoas que também têm direito ao depósito são os trabalhadores domésticos, rurais, temporários, avulsos, safreiros (operários rurais que trabalham apenas no período de colheita) e atletas profissionais.

Você pode sacar o FGTS do último emprego:

  • Se você foi demitido sem justa causa;
  • Se tinha um contrato por prazo determinado, que terminou;
  • Se o contrato terminou porque a empresa fechou;
  • Se o contrato terminou por culpa de ambas as partes (empresa e empregado);
  • Se o contrato terminou por força maior;
  • Se é um trabalho “avulso”, ele fica suspenso por período igual ou superior a 90 dias.

Pode sacar o FGTS das contas inativas:

  • Quem está aposentado;

Uma ressalva: quando o trabalhador se aposenta pelo INSS, ele pode sacar todo o dinheiro que tem acumulado no FGTS. Entretanto, se ele se aposentou e continua trabalhando em outra empresa, é necessário aguardar até o fim do contrato para sacar o FGTS relativo a este novo trabalho.

  • Quem possui 70 anos ou mais;
  • Quem fica três anos seguidos sem trabalhar com carteira assinada;
  • Quem vai comprar a casa própria;
  • Quem vive em uma área que sofreu algum desastre natural (como enchente ou vendaval);
  • Trabalhador (ou seu dependente) que for portador do vírus HIV;
  • Trabalhador (ou seu dependente) com câncer; Trabalhador (ou seu dependente) que estiver em estágio terminal por causa de uma doença grave;
  • Para ajudar a pagar imóvel comprado por meio de consórcio;
  • Para ajudar a pagar imóvel financiado (pelo Sistema Financeiro de Habitação, ou FSH).

Se o trabalhador morreu:

Os dependentes podem sacar os recursos disponíveis em contas do FGTS.

Sacar o FGTS inativo após três anos

Uma das maiores dúvidas se refere a esta possibilidade. Ou seja, quem teve afastamento do emprego até 13 de julho de 1990, independentemente do motivo de afastamento, pode sacar os valores de todas as contas vinculadas aos contratos de trabalho até a data supracitada.

Contudo, a partir de 14 de julho de 1990, para o saque de conta do FGTS inativa, o trabalhador precisa cumprir alguns critérios:

  • Ter ficado no mínimo 3 anos seguidos fora do regime FGTS;
  • Estar no mês de seu aniversário ou posterior.

Para melhor entendimento, você sai do seu emprego e aguarda três anos. Se no mês do seu aniversário já tenham sido contabilizados três anos, você poderá sacar. Caso contrário não. Neste último caso, será necessário aguardar mais um ano, até o seu próximo aniversário.

Confira os documentos necessários para sacar o FGTS inativo

  • Documento de identificação do trabalhador ou diretor não empregado;
  • Cartão do Cidadão ou Cartão de inscrição PIS/PASEP ou número de inscrição PIS/PASEP;
  • Inscrição de Contribuinte Individual junto ao INSS para o doméstico não cadastrado no PIS/PASEP;
  • CTPS constando o contrato de trabalho cuja conta vinculada está sendo objeto de saque;
  • Comprovante do afastamento do trabalhador, quando não constante da CTPS;
  • Cópia autenticada da ata da assembléia que deliberou pela nomeação do diretor não empregado e comprovando o desligamento até 13/07/90, inclusive;
  • Declaração da sociedade anônima deliberando pela suspensão definitiva do recolhimento do FGTS para os diretores não empregados, ocorrida há, no mínimo, três anos, até 13/07/90, inclusive;
  • Cópia do Contrato Social registrado no Cartório de Registro de Títulos e Documentos ou na Junta Comercial, ou ato próprio da autoridade competente publicado em Diário Oficial, comprovando o desligamento até 13/07/90, inclusive;
  • Solicitação de Saque do FGTS (SSFGTS): formulário que deve ser preenchido corretamente e assinado, disponível em qualquer agência da CAIXA ou banco conveniado.

Enfim, gostou do artigo?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe nossas notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Sistema do Banco Inter sofre instabilidade e demora em processar TEDs

Sistema do Banco Inter sofre instabilidade e demora em processar TEDs

Ao longo do dia de hoje (10), foram vários relatos nas redes sociais de usuários do sistema do Banco Inter sobre a demora em processar TEDs. Em alguns casos, a demora passou de quatro horas de espera e em outros, não conseguiram efetuar as transferências. Saiba mais.

É provável que você também goste:

Neon lança cartão de pagamento por aproximação para débito e crédito

Nexoos é a 1ª fintech, em operação, aprovada pelo BC para atuar como SEP

Você sabia? MEI pode fazer microcrédito em bancos, cooperativas e fintechs

Sistema do Banco Inter sofre instabilidade e demora em processar TEDs

A reclamações dos usuários se reflete desde redes sociais como Twitter e Facebook e no site DownDetector.

Conforme consta no site do Banco Inter, o prazo para compensação de uma TED é de até 2 horas, desde que a mesma tenha sido feita no máximo até as 16h55 em dias úteis.

Qual o prazo de compensação de DOC e TED em minha Conta Digital?

“O prazo para a compensação do DOC em sua Conta Digital é de até 1 dia útil, e para TED é de até 2 horas, desde que ocorra em dias úteis até as 16H55min.”

Em contas digitais como NuConta e Banco Inter, a demora no processamento chega a ser de menos de um minuto. Por isso que tanta gente reclamou.

Eu mesmo que também sou correntista, fiz uma TED e ela levou mais de quatro horas para ser processada da Caixa Econômica Federal para o Banco Inter.

Posicionamento do Banco Inter

Por fim, entramos em contato com a assessoria de imprensa do Banco Inter e estamos neste momento aguardando por um posicionamento oficial do banco mineiro. Assim que tivermos novidades, estaremos atualizando este artigo.

Cabe ressaltar que na semana passada o App do Banco Inter sofreu um bug que zerava as contas dos usuários. Naquela oportunidade, o Banco Inter informou que ocorreu uma indisponibilidade no aplicativo que foi prontamente resolvida. Caso você queira ler a outra matéria, leia este artigo aqui.

E você, enfrentou problemas no recebimento de TEDs no dia de hoje? Deixe seu comentário logo abaixo e contribua com os demais leitores do site Seu Crédito Digital.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe nossas notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Você sabia? MEI pode fazer microcrédito em bancos, cooperativas e fintechs

Você sabia? MEI pode fazer microcrédito em bancos, cooperativas e fintechs

Somente no início deste ano, o Brasil teve mais 379 mil microemprendedores individuais. Somente pelo fato de tirar a ideia do papel, e lutar contra o desemprego, todos eles são grandes vitoriosos. Entretanto, para reforçar os planos e impulsionar o negócio, muitas vezes é preciso de mais dinheiro. Você sabia que MEI pode fazer microcrédito em bancos, cooperativas e fintechs? Confira.

É provável que você também goste:

Nexoos é a 1ª fintech, em operação, aprovada pelo BC para atuar como SEP

Sistema do Banco Inter sofre instabilidade e demora em processar TEDs

2 melhores cartões de crédito mastercard black com zero anuidade.

Você sabia? MEI pode fazer microcrédito em bancos, cooperativas e fintechs

Como fazer empréstimo

Um MEI pode fazer microcrédito em qualquer instituição financeira, e é melhor que ele busque sempre pela modalidade microcrédito. O recomendável é que seja feito um empréstimo de no máximo 30% do faturamento anual. É importantíssimo procurar muito, para conseguir a melhor taxa de juros. Não esqueça do CET – Custo Efetivo Total.

Microcrédito Produtivo Orientado

Uma boa opção é fazer um Microcrédito Produtivo Orientado, que é disponibilizado pelos bancos: Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Banco do Nordeste e Banco da Amazônia. Para isso, é necessário participar do Programa Progredir e procurar estas instituições para requerer o empréstimo. É possível fazer um empréstimo de R$ 300 até R$ 15.000, que podem ser pagos de 4 a 24 meses.

Serasa Empreendedor

O Serasa Empreendedor é uma excelente alternativa para MEI ou ME. Aqui neste site você pode conseguir um empréstimo de maneira simples e descomplicada, completamente online, desde que você possua CNPJ ativo.

Dentre as possibilidades, você pode solicitar antecipação de recebíveis, como notas fiscais (NF-e) e cheques, comparar várias propostas em uma única plataforma. Tudo isso, com uma das taxas de juros mais atrativas do mercado.

Bom Pra Crédito

Contudo, se você estiver começando no seu negócio como MEI, e possui algum bem em garantia, pode ser que a fintech Bom Pra Crédito seja solução que você esperava. Ou seja, através de um cadastro feito diretamente no site da Bom Pra Crédito, você é conectado a mais de 30 diferentes parceiros, e poderá escolher a melhor opção. A fintech oferece crédito pessoal, empréstimo com garantia de imóvel e de veículos.

Você sabia que MEI pode participar de licitações?

Por fim, mais uma dica. O MEI também pode fazer parte de licitações. Para isso, é necessário procurar as licitações em sites oficiais e no Diário Oficial. Contudo, é necessário cumprir algumas regras previstas em edital, como habilitação técnica para determinada atividade, bem como solidez financeira e fiscal.

Enfim, gostou do artigo?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe nossas notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Começa hoje a divulgação oficial do Cadastro Positivo, alerta SPC Brasil

Começa hoje a divulgação oficial do Cadastro Positivo, alerta SPC Brasil

A partir de hoje, dia 10, TVs e rádios começam a veicular campanha obrigatória de esclarecimento sobre o novo banco de dados. A divulgação oficial do Cadastro Positivo, que tem o SPC Brasil como um dos seus gestores. Lei entra em vigor em julho. Saiba mais.

É provável que você também goste:

2 melhores cartões de crédito mastercard black com zero anuidade.

Presidente da Caixa diz que já está tudo pronto para liberar o saque do FGTS.

Concurso 2.159: Mega-Sena sorteará prêmio acumulado de R$ 80 milhões.

Começa hoje a divulgação oficial do Cadastro Positivo, alerta SPC Brasil

Divulgação oficial do Cadastro Positivo

A corrida para a implantação definitiva do Cadastro Positivo dá mais um salto nesta segunda-feira, dia 10. Portanto, a partir de hoje, emissoras de rádio e TV de todo o país começam a veicular uma campanha institucional e obrigatória por lei, promovida pela Associação Nacional dos Bureaus de Crédito (ANBC), com o intuito de esclarecer a população sobre como será o funcionamento do novo banco de dados, que tem o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) como um dos seus gestores. A campanha, que ficará um mês no ar, informará a todos os consumidores sobre a inclusão automática no cadastro a partir de 9 de julho e da possibilidade de cancelamento em qualquer gestor.

Contudo, o pedido de exclusão do cadastrado pode ser feito a qualquer tempo e de forma gratuita. O retorno ao Cadastro Positivo é permitido mediante solicitação aos gestores dos bancos de dados. Ademais, também pode ser feito a qualquer momento e sem custo algum. Todavia, as informações do histórico de pagamentos dos consumidores não poderão ser utilizadas para outras finalidades que não seja a concessão de crédito.

Cadastro Positivo deve democratizar acesso ao crédito no Brasil

Sancionada em abril, a lei do novo Cadastro Positivo determina que todos os consumidores brasileiros que possuem CPF ativo e empresas inscritas no CNPJ passem a fazer parte automaticamente do banco de dados. Diferentemente da tradicional lista de inadimplentes, o Cadastro Positivo irá trazer todo o histórico de crédito de forma consolidada. Ou seja, inclusive as contas que são pagas em dia, abrindo possibilidade para uma avaliação mais justa e para a redução do custo do crédito no país. Tendo o SPC Brasil como uma das instituições pioneiras na defesa do novo modelo, foram quase 16 anos de discussão no Congresso Nacional até que a lei fosse aprovada e sancionada pelo Poder Executivo.

Cadastro Positivo deve democratizar o acesso ao crédito

Primeiramente, na avaliação do SPC Brasil, as alterações no Cadastro Positivo devem democratizar o acesso ao crédito. Ademais, devem estimular a competição entre as empresas desse mercado. Especialmente as instituições financeiras, cooperativas de crédito, fintechs e varejo. O cadastro consolida o histórico de crédito de pessoas físicas e jurídicas. Através de bancos de dados com informações do cumprimento de obrigações financeiras, dos pagamentos de dívidas e contas de consumo, como água, luz, gás e telecomunicações. Os bancos de dados são operados por instituições autorizadas pelo Banco Central. Entre as quais o SPC Brasil, braço de serviços e inovação do Sistema CNDL.

“As principais vantagens do cadastro positivo são proporcionar aos consumidores uma análise de crédito mais abrangente e assertiva, possibilitar que eles negociem melhores prazos e taxas de juros, de acordo com a análise de cada empresa, e facilitar a aprovação de empréstimos e financiamentos”, avalia Roque Pellizzaro Junior, presidente do SPC Brasil.

A proteção de dados sensíveis e o sigilo bancário permanecem preservados. Enfim, bem como todas as demais exigências previstas no Código de Defesa do Consumidor. Portanto, garantindo que as informações dos cadastrados sejam utilizadas única e exclusivamente para fins de análise de crédito. Com anos de experiência na gestão do banco de dados de inadimplentes, o SPC Brasil possui uma estrutura tecnológica certificada para operar com o Cadastro Positivo, atendendo a todos os requisitos previstos nas normativas e com o objetivo de garantir a segurança dessas informações e preservar a integridade dos dados dos consumidores cadastrados.

Consumidor receberá pontuação de crédito no novo Cadastro Positivo

Com o novo Cadastro Positivo, as informações dos pagamentos das pessoas físicas e jurídicas serão utilizadas para compor um score de crédito. Ou seja, uma nota determinada a partir da análise estatística dos hábitos de pagamento, do relacionamento com o mercado e dos dados cadastrais. Ademais, para quem concede crédito, apenas o score de crédito estará visível. Enfim. o histórico de hábitos de pagamentos do cadastrado só será disponibilizado mediante prévia autorização do consumidor.

Todavia, no histórico de pagamentos ou na composição do score não serão incluídos elementos relacionados à origem social, etnia, saúde, informações genéticas, sexo e convicções políticas, religiosas e filosóficas. O consumidor pode acessar seu histórico de pagamentos gratuitamente pela internet em sua área logada no site do SPC Brasil ou por telefone, por meio do SAC 0800 887 9105. Por fim, assim que disponível, a consulta de score se dará pelos mesmos canais.

SPC Brasil

Há 60 anos no mercado, o SPC Brasil possui um dos mais completos bancos de dados da América Latina. E possui informações de crédito de pessoas físicas e jurídicas. É a plataforma de inovação do Sistema CNDL para apoiar empresas em conhecimento e inteligência para crédito, identidade digital e soluções de negócios. Oferece serviços que geram benefícios compartilhados para sociedade, ao auxiliar na tomada de decisão e fomentar o acesso ao crédito. É também referência em pesquisas, análises e indicadores que mapeiam o comportamento do mercado, de consumidores e empresários brasileiros, contribuindo para o desenvolvimento da economia do país.

CNDL

Criada em 1960, a CNDL é formada por Federações de Câmaras de Dirigentes Lojistas nos estados (FCDLs), Câmaras de Dirigentes Lojistas nos municípios (CDLs), SPC Brasil e CDL Jovem. Estas entidades em conjunto, compõem o Sistema CNDL. É a principal rede representativa do varejo no país. Ela tem como missão a defesa e o fortalecimento da livre iniciativa. Atua institucionalmente em nome de 500 mil empresas. Juntas representam mais de 5% do PIB brasileiro, geram 4,6 milhões de empregos e movimentam R$ 340 bilhões por ano.

Enfim, gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Acompanhe nossos artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Receita Federal libera consulta ao primeiro lote de restituição do IRPF

Receita Federal libera consulta ao primeiro lote de restituição do IRPF

A Receita Federal do Brasil liberou às 9h desta segunda-feira (10) a consulta ao primeiro lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) de 2019. Portanto, a consulta pode ser feita tanto pelo Aplicativo para Android ou iOS, pelo site ou ainda pelo telefone. Saiba mais.

É provável que você também goste:

2 melhores cartões de crédito mastercard black com zero anuidade.

Presidente da Caixa diz que já está tudo pronto para liberar o saque do FGTS.

Começa hoje a divulgação oficial do Cadastro Positivo, alerta SPC Brasil

Receita Federal libera consulta ao primeiro lote de restituição do IRPF

Primeiramente, para consultar pelo site se você está incluído no primeiro lote de restituição do IRPF, clique aqui neste link. Para consultar por App para tablet e Smartphone, baixe o aplicativo na Google Play Store (Android) ou App Store (iOS). É possível consultar também pelo telefone 146.

Primeiro lote de restituição do IRPF

O total gasto no primeiro lote de restituição do IRPF pela Receita Federal é de R$ 5,1 bilhões para um total de 2.573.186 de contribuintes. O crédito bancário será realizado no dia 17 de junho, e as restituições terão uma correção de 1,54% para este lote.

No primeiro lote de restituição, receberão aqueles contribuintes de que tratam o art. 16 da Lei nº 9.250/95 e o Art. 69-A da Lei nº 9.784/99, sendo 245.552 contribuintes idosos acima de 80 anos, 2.174.038 contribuintes entre 60 e 79 anos e 153.596 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

Não recebe neste lote? Confira o calendário de restituições

  1. 1º lote: 17/06/2019
  2. 2ºlote: 15/07/2019
  3. 3º lote: 18/08/2019
  4. 4ºlote: 16/09/2019
  5. 5ºlote: 15/10/2019
  6. 6º lote: 18/11/2019
  7. 7º lote: 16/12/2019

O primeiro lote de restituição ficará disponível no banco durante um ano. Caso o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da Internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Por fim, o dinheiro será depositado nas contas informadas na declaração do contribuinte. Aqueles que não receberem a restituição deverão ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para os telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo pessoas com deficiência auditiva) para ter acesso ao pagamento.

Enfim, gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Acompanhe nossos artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.